TEOLOGIA BÍBLICA OU SISTEMÁTICA?

Teologia
TEOLOGIA BÍBLICA OU SISTEMÁTICA?

DEFINIÇÃO DE TEOLOGIA BÍBLICA

Primeiramente, defino o que é Teologia Bíblica e a sua importância: — Investiga a verdade de Deus e o seu universo no seu desenvolvimento divinamente ordenado e no seu ambiente histórico conforme nos apresentados diversos livros da Bíblia. A Teologia Bíblica é a exposição do conteúdo doutrinário e ético da Bíblia, conforme originalmente revelada.

A Teologia Bíblica extrai o seu material exclusivamente da Bíblia, seu período compreende somente até o final da era apostólica.

A Teologia Sistemática é uma importante ferramenta em nos ajudar a compreender e ensinar a Bíblia de uma forma organizada.

DEFINIÇÃO DE TEOLOGIA SISTEMÁTICA

O que é a Teologia Sistemática? A Teologia Sistemática é uma elaboração da cosmovisão cristã baseada na Bíblia (Teologia Bíblica).

A palavra Teologia é derivada dos termos gregos “theos”, que significa Deus e “logos”, que significa palavra, discurso, tratado ou estudo. A Teologia pode então ser conceituada, do modo mais simples, como “a ciência do estudo de Deus”. O seu campo é estendido não apenas à pessoa de Deus, mas também às suas obras, de forma que ela tem sido chamada de o estudo de Deus e de sua relação para com o Universo.

Sistematizar, por sua vez, é reduzir diversos elementos a um sistema ou agrupar em um corpo de doutrina. Sistemático, portanto, é aquilo que segue um sistema, uma ordenação, um método. Quando se aplica o adjetivo a essa disciplina da enciclopédia teológica não se quer dizer que outras disciplinas (como a Exegese ou a Teologia Bíblica) não seguem qualquer sistema, mas que é a Teologia Sistemática que procura oferecer a verdade acerca de Deus e sua obra, apresentada na Bíblia, como um todo, como um sistema unificado. Teologia Sistemática é qualquer estudo que responda à pergunta: ― “O que a Bíblia toda nos ensina hoje?” sobre qualquer assunto. (John Frame, Westminster Seminary California, Escondido – EUA). Essa definição índica que Teologia Sistemática envolve coletar e compreender todas as passagens relevantes na Bíblia sobre vários assuntos e então resumir seus ensinos claramente de modo que conheçamos aquilo que cremos sobre cada assunto.

DEFINIÇÕES DE TEOLOGIA

ALEXANDER: — “A ciência de Deus. Um resumo da verdade religiosa cientificamente arranjada, ou uma coleção filosófica de todo o conhecimento religioso” (W. Lindsay Alexander).

CHAFER: — “Teologia Sistemática pode ser definida como a coleção, cientificamente arrumada, comparada, exibida e defendida de todos os fatos de toda e qualquer fonte referentes a Deus e às suas obras. Ela é temática porque segue uma forma de tese humanamente idealizada, e apresenta e verifica a verdade como verdade” (Lewis Sperry Chafer).

HODGE: — “A Teologia Sistemática tem por objetivo sistematizar os fatos da Bíblia, e averiguar os princípios ou verdades gerais que tais fatos envolvem” (Charles Hodge).

THOMAS: — “A ciência é a expressão técnica das leis da natureza; a Teologia é a expressão técnica da revelação de Deus. Faz parte da Teologia examinar todos os fatos espirituais da revelação, calcular o seu valor e arranjá-los em um corpo de ensinamentos. A doutrina, assim, corresponde às generalizações da ciência” (W. H. Griffith Thomas).

STRONG: — “A ciência de Deus e dos relacionamentos de Deus com o universo” (A. H. Strong).

SHEDD: — “Uma ciência que se preocupa com o infinito e o finito, com Deus e o universo. O material, portanto, que abrange é mais vasto do que qualquer outra ciência. Também é a mais necessária de todas as ciências” (W. G. T. Shedd).

No contexto da fé cristã, a Teologia não é o estudo de Deus como algo abstrato, mas é o estudo do Deus pessoal revelado na Bíblia. Necessariamente isso inclui tudo o que é revelado sobre Deus, suas obras e relações com as criaturas. O estudo da Teologia é diferente do estudo da religião. O estudo da religião inclui todas as religiões mundiais e seitas, e usa várias metodologias: — sociologia, antropologia, história, psicologia, etc. A Teologia é mais especializada, sendo ela o estudo das doutrinas ou temas que os adeptos de uma determinada religião crêem.

Conheça o curso mais completo em matérias teológicas do Brasil! > AQUI <

Existem vários tipos de Teologia, cada um com a sua própria metodologia. A Teologia Sistemática depende das pesquisas e dos resultados das outras áreas e sua metodologia requer a capacidade de aproveitá-los. Portanto, antes de definir a Teologia Sistemática, precisamos olhar as demais áreas da Teologia, como a própria Teologia Bíblica.

À luz deste processo, podemos agora definir a Teologia Sistemática. Charles Hodge escreveu: — “E importante que o teólogo conheça seu lugar. Ele não é senhor da situação. Ele não pode construir um sistema teológico com vistas a adequar sua fantasia, mais do que o astrônomo não pode ajustar o mecanismo dos céus segundo sua própria vontade. Como os fatos da astronomia se organizam em determinada ordem, e não admitirão nenhuma outra, assim se passa com os fatos da Teologia. Teologia, portanto, é a exposição dos fatos da Escritura em sua ordem própria e relação, com os princípios ou verdades gerais envolvidas nos próprios fatos, os quais complementam e se harmonizam como um todo”.

Herman Bavinck apresenta a seguinte definição: — “A Teologia é a ciência que extrai o conhecimento de Deus de sua revelação, que estuda e pensa sobre ela sob a orientação do Espírito Santo e então, tenta descrevê-la de forma a honrar a Deus”.

Bruce Demarest escreve: — “A Teologia Sistemática, portanto, começa com a revelação divina na sua totalidade, aplica a mente iluminada pelo Espírito para compreender a revelação, extrai os ensinamentos das Escrituras através de uma exegese histórico–gramatical, respeita provisoriamente o desenvolvimento da doutrina na Igreja, coloca os resultados em ordem num conjunto coerente, e aplica os resultados a todo campo do esforço humano”.

Wayne Grudem afirma: — “Teologia Sistemática é qualquer estudo que responda à pergunta: — O que a Bíblia como um todo nos ensina hoje? Acerca de qualquer tópico”.

Recentemente Robert Reymond ofereceu a seguinte definição: — “Como a própria palavra sugere, “Teologia” […] em seu sentido mais amplo fala de um discurso intelectual ou racional (“debatido”) acerca de Deus ou de coisas divinas”.

Por “Teologia Sistemática” […] eu recorro à disciplina que responde à questão: — “O que nos ensina a Bíblia sobre um determinado tópico?”. Colocado de forma mais técnica, Teologia Sistemática é aquele estudo metodológico da Bíblia que vê as Escrituras Sagradas como um todo, como uma revelação completa, diferentemente de disciplinas como a Teologia do Antigo Testamento, a Teologia do Novo Testamento e a Teologia bíblica que abordam as Escrituras por partes, como uma revelação desdobrada.

A definição de John Hammett é muito boa porque expressa os vários elementos da tarefa da Teologia Sistemática: — “Teologia Sistemática é aquela disciplina que tenta dar uma exposição coerente das doutrinas da fé cristã, baseada principalmente nas Escrituras, falando às perguntas e questões da cultura e época em que ela existe, com aplicação à vida pessoal do teólogo e outros”.

Assim, o teólogo sistemático, enquanto vendo as Escrituras como uma revelação completa, busca entender integralmente o plano, propósito e intenção didática da mente divina revelada nas Escrituras Sagradas, e organizar aquele plano, propósito e intenção didática de forma coerente e bem organizada como artigos da fé cristã.

Paz e graça.

Por. Pr. Plínio Sousa.

[1] – FERREIRA, Franklin, MYATT, Alan, Teologia Sistemática, Introdução ao Estudo da Teologia Cristã, p. 50 – 52, São Paulo, Edições Vida Nova.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *