Deus é Amor?

Oh impressionante, infinito e ousado Amor de Deus!

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3.16)

Deus é a única fonte de todo amor que existe no mundo. Isso significa que não pode haver nenhum tipo amor fora de Deus. Assim como a santidade, a graça, a misericórdia e outras características, o amor é um atributo de Deus. E, uma vez que lemos nas Escrituras que “Deus é amor” (1João 1.8), podemos entender que o amor é a principal das características de Deus.

A Bíblia nos diz que Deus é amor (1João 4.16). As Sagradas Escrituras definem este amor como sendo “o vínculo da perfeição” (Colossenses 3.14). Este amor é bem mais do que mero sentimento, bem mais que uma emoção ou uma sensação. Este amor é o vínculo que existe entre as três pessoas perfeitas da Santíssima Trindade. Por isso, o amor de Deus, acima de tudo, é o seu amor por si mesmo, sua glória, e sua santidade.

Capelania também é amar! Inunde ambientes menos favorecidos com a palavra do Pai! > Saiba Mais Aqui! <

Além disto, através do ensino de Jesus, a Bíblia também revela que o eterno amor de Deus, no que se refere às pessoas, é um amor particular; ou seja, é um amor soberano que está relacionado com pessoas específicas: “todo aquele que o Pai me der virá a mim, e quem vem a mim eu jamais rejeitarei” (João 6:37). Deus entregou essas pessoas específicas a Cristo como suas ovelhas, e morreu por elas.

Outro aspecto maravilhoso do amor de Deus por seus filhos é que Ele os amou desde a eternidade, antes mesmo da fundação do mundo. A Bíblia diz que Deus, em seu amor, “nos escolheu nele para sermos conformados à imagem do seu Filho” (Efésios 1). Mesmo sem ter qualquer tipo de necessidade de nós, o Senhor determinou colocar seu amor sobre nós e nos tomar parte de sua família.

No entanto, a maneira que Deus escolheu para demonstrar seu amor por nós é ainda mais impressionante. Este amor de Deus certamente foi demonstrado em Jesus Cristo e na sua cruz, “porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu único Filho. E Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores” (João 3.16; Romanos 5.8).

Considerando a nossa condição humana, e também toda a nossa indignidade como pecadores, só podemos ficar maravilhados ao olhar para este tão grande amor Deus. Assim como reconheceu o apóstolo João: “Que grande amor nos tem concedido o Pai, a ponto de sermos chamados filhos de Deus…” (1João 3.1), também devemos reconhecer o grande privilégio de sermos alvo deste maravilhoso amor de Deus.

Você acredita neste amor de Deus por você? Acredita que para demostrar o seu amor por nós, Deus entregou o seu único Filho para morrer na cruz e sofrer a condenação em nosso lugar? Que a cada dia, além de vivenciarmos este amor e de nos sentirmos eternamente agradecidos pelo que o Senhor fez por nós, possamos corresponder, amando-o também.

Tiago Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *