Agentes do Reino

Reino
Agentes do Reino

Os privilégios e responsabilidades de servir a Cristo

O agente é alguém autorizado a não apenas representar, mas também a realizar serviços fundamentais e necessários. Assim como a igreja de Jesus representa o reio do céu na terra, os cristãos certamente são representantes de Cristo e seu reino espiritual no mundo. Podemos dizer que, como cristãos, somos agentes do reino de Deus.

Todavia, ninguém se torna um agente sem o devido preparo para ocupar este posto e realizar esta função. Por esta razão é que todos aqueles que recebem Jesus em sua vida devem ser treinados e capacitados. Os agentes que representam o reino do Senhor, assim como o Mestre Jesus, devem ser responsáveis, fiéis, corretos, honestos e trabalhadores.

 Lamentavelmente, não poucos são os cristãos que deixam a desejar no que diz respeito à responsabilidade que possuem como agentes do reino Deus. Existem aqueles que não levam o Evangelho a sério, aqueles que preferem fazer tudo à sua maneira que dar ouvidos à voz de Deus, e aqueles que não possuem o mínimo de responsabilidade com o papel que deveriam desempenhar.

Todavia, por mais que existam cristãos irresponsáveis em sua função, a Bíblia nos fala do dia em que todas as pessoas prestarão contas a Deus sobre o que fizeram com aquilo que receberam de Suas mãos. Neste dia, aqueles que receberam do Senhor a Sua Palavra, dons e oportunidades para representarem o reino do céu na terra serão julgados com maior rigor.

Conheça o curso que transforma a vida de quem estuda: Capelania! Aprenda a evangelizar de forma concisa, sem medo, e só pense em ganhar almas! É uma nova forma de enxergar as pessoas ao seu redor! Confira aqui: Curso de Capelania

Foi para explicar sobre a prestação de contas deste dia que Jesus contou a parábola dos talentos (Mateus 25.14-30). De acordo com a parábola, todos os servos receberam parte dos bens de seu senhor conforme a capacidade de trabalho de cada um. Estes servos deveriam representar seu senhor e negociar os bens a fim de adquirirem mais riquezas até um tempo oportuno.

Acontece que nem todos os servos assumiram a sua devida responsabilidade. Quanto aos servos leais que se importaram em negociar o bem que lhes fora confiado, ao retornar de sua viagem o senhor lhes declarou: “muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor” (Mateus 25.21).

Mas, em relação àquele servo que foi negligente e irresponsável, o senhor lhe declarou: “servo mau e negligente, sabia que sou homem rigoroso, que tiro o que não pus e ceifo o que não semeei; por que não puseste o meu dinheiro no banco? E, então, na minha vinda, o receberia com juros. E disse aos que o assistiam: tirai-lhe a mina…” (Lucas 19.22-24).

É interessante notarmos que Jesus contou esta parábola justamente para falar aos seus discípulos que, como seus servos, eles possuem responsabilidades. A importância de ser um agente responsável precisa estar bastante esclarecida em nossa mente, a fim de que não tenhamos o mesmo final do servo negligente da parábola. Ser um agente do Reino é, sem sombra de dúvidas, um grande privilégio. Mas, como diz o adágio: “grandes privilégios trazem consigo grandes responsabilidades”.

Tiago Rocha

9 Comments;

  1. Eu fiz Capelania Pelo CPO. meu registro no CPO é 86.181.

    Obrigado, mas não estou trabalhando. Não posso pagar o curso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *